Principal Categorias Matérias Amor pela profissão

Amor pela profissão

5 minutos para ler
0
994
Dra. Priscila Ryzy

Filha mais velha de Antonio de Lima e Lydia Ryzy de Lima, natural de Guarapuava, Priscila Ryzy de Lima decidiu que seria dentista aos 16 anos de idade. “Sempre me identifiquei com a área da saúde, como sou uma pessoa muito perfeccionista, gosto de trabalhar com estética, realizo trabalhos artísticos, a Odontologia veio complementar todas as minhas paixões e toda minha aptidão.”

De uma família que trabalha com a agricultura, a dentista conta que não teve influencia direta de ninguém, mas sempre teve apoio na sua escolha profissional. “Tive muito apoio quando optei por não seguir na administração dos negócios da família e partir para área da saúde, principalmente da minha mãe Lydia, ela sempre foi meu exemplo de luta e determinação, e sempre me apoiou no meu sonho de ser dentista”, afirma.

Já na primeira aula então como acadêmica do curso de Odontologia, Priscila percebeu que tinha acertado na escolha de quando ainda era adolescente, “a matéria era Introdução a Odontologia, meu professor me proporcionou a melhor aula que já tive, ali ele explicou o que era a Odontologia, todas as suas especialidades e toda sua abrangência, fiquei encantada, naquela aula eu tive a certeza que estava no caminho certo.”

Mas a paixão pela profissão foi colocada a prova durante o estágio na faculdade quando foi supervisionada por um dentista desacreditado da profissão. “Durante todo o estágio o dentista tentou me convencer a abandonar o curso, ele fazia seu trabalho sem vontade, como uma obrigação”, conta. Dessa situação, a acadêmica tirou uma certeza, “eu percebi que o paciente merece um profissional apaixonado pelo que faz, tive a certeza mesmo antes de terminar minha faculdade que eu seria uma dentista”.

E sendo assim, segundo Priscila, sua missão é realizar um tratamento individualizado, voltado as necessidades específicas de cada paciente, com seriedade e responsabilidade, sempre visando o melhor. Respeito aos pacientes, excelência no tratamento, integridade com todos os públicos e compromisso de fazer o melhor são seus valores como profissional da saúde. Para o futuro a dentista diz que tem muitas expectativas, mas que no momento divide seu tempo entre os dois consultórios, um no Centro Odontológico (COE) e outro no Centro Médico, no qual está seu primeiro consultório. “Após meses de planejamento, muito investimento e o apoio de uma equipe de especialistas abrimos o COE, isso para proporcionar mais conforto e segurança no atendimento para o paciente. Agora com dois consultórios o desafio é ainda maior”, afirma.

Nesse dia 08 de março, a dentista acredita que ser mulher é ser forte sem perder a delicadeza, é ter dedicação ao trabalho sem descuidar da família, é estar sempre pronta e disposta. Ser mulher é ser guiada por amor e emoção. “Tantas lutas e conquistas diárias não podem passar em branco, parabéns para todas as mulheres”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…