Desde o ano passado, Guarapuava entrou na tendência dos Foodtruck’s, área que está mostrando crescimento em todo o país em virtude da criatividade e da versatilidade. Entre vários novos negócios, um que se destaca é o Tudo Acaba em Pizza, administrado por João Schadler. Em entrevista à Revista Visual Guarapuava, ele conta detalhes sobre a trajetória da empresa.

Como surgiu a ideia?
Morava em Balneário Camboriú e o movimento dos Foodtruck’s estava começando. Dois amigos e Chef’s de cozinha decidiram montar um truck de comida mexicana. Acompanhei todo o processo desde o início. Vi que era promissor. Naquela época, eu e minha esposa tínhamos um restaurante. Batalhávamos muito para mantê-lo. Já o negócio deles tinha chamado a atenção por ser uma empresa enxuta. Repensamos nossas prioridades e decidimos nos mudar para Guarapuava, ter uma base familiar por perto. E  ter um negócio menos complicado. Adaptei-me rapidamente aqui. Cidade acolhedora, com pessoas de paladar aguçado, críticas e de bom gosto. Trabalhei por algum tempo como Personal Chef. Depois de um ano, comecei a colocar no papel a ideia de um Foodtruck. Estava indeciso entre dois segmentos – comida mexicana ou pizza. Acabei optando pelo que agrada a maioria de todas as idades.

E quanto ao nome e cardápio? Como foi a construção?
Várias ideias surgiram… Mas o que está na boca de todos foi o escolhido, “Tudo Acaba em Pizza”. Enquanto estava sendo construído o truck, eu fazia testes das massas e sabores que iriam entrar no cardápio. Em julho de 2016 coloquei o caminhão na rua, a partir deste momento o sucesso foi certeiro.

Em seu ponto de vista, quais são os diferenciais para que um Foodtruck alcance sucesso?
Procuro sempre fazer o melhor. Minha produção sou eu mesmo quem faz. Na hora de selecionar minha matéria prima, sou criterioso. Meus clientes merecem ter o melhor do que faço. Tenho muita satisfação nisso. Sou incessante, pesquiso e testo outros sabores e combinações para usar em minhas pizzas. E o que conseguir fazer artesanal, melhor! Como a azeitona preta desidratada que preparo para a pizza Italianissima, ou o tomate cereja confit para a Pizza de Tomate Confit com Rúcula. Esses detalhes é que fazem a diferença, pensando com amor no que vou servir. Como se eu mesmo fosse degustar a melhor pizza da minha vida. Parece exagero, mas as pessoas prestam atenção nos detalhes. E isso me agrada. A massa, meu carro chef, também recebe elogios por ter leveza e crocância.

Quais são as suas expectativas para o percurso?
Acredito estar no caminho certo. Sempre evoluindo! Agradeço pelos clientes que conquistei, e por ter sido tão bem recebido com meu produto. O meu foco é manter um comprometimento com o meu cliente, aperfeiçoar alguns detalhes do meu trabalho e tocar a passos curtos. Ser pé no chão. Acredito no que estou fazendo, pois faço com amor e dedicação. Agradeço aqueles que receberam e apoiam os Foodtrucks. A cidade precisa, pois ela está crescendo e temos que acompanhar as novas tendências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Psicólogo Rossandro Klinjey ministrará palestra sobre educação de crianças em Guarapuava

Por RVisual | Imagem: Divulgação Promovida pela Dr. Giselle Mattos Leão Abdanur em parceri…