Principal Categorias Idéias Fellipe Silvester: o poder das palavras

Fellipe Silvester: o poder das palavras

9 minutos para ler
0
68

Por Fellipe Silvester*

Costumo dizer sempre que as palavras são reflexo dos pensamentos e sentimentos e possuem um poder enorme, elas podem agir como profecias autorrealizáveis. O fato é que as “palavras têm poder”.

Muitas vezes nos comunicamos e acabamos por dizer coisas sem pensar, não percebemos o que dizemos e muito menos as consequências geradas a partir de uma palavra ou uma expressão negativa. E tenha certeza de que elas podem afetar as nossas relações e a forma como nos sentimos.

Geralmente, discussões nas quais os interlocutores estão alterados costumam ser os momentos em que se dizem mais palavras equivocadas, pela existência de emoção negativa. Estudos demonstram que este sentimento gera fortes mudanças no sistema nervoso autônomo, que se refletem nos atos e palavras. Pois corpo e mente interagem integralmente. Falo sempre em meus treinamentos que “a forma como eu penso afeta meu comportamento e o meu comportamento afeta a forma com que eu penso”.
Por isso, para evitar que as palavras sejam armas destrutivas, é preciso torná-las conscientes, dominar a ira, desenvolver o autocontrole e ser emocionalmente inteligente.

Não é só “o que” se diz, mas “como” se diz.

Não se trata de reprimir os sentimentos nem deixar de expressar as opiniões. O que determina que uma opinião seja construtiva ou destrutiva é a maneira como ela é dita.

O tom da voz, as palavras utilizadas e os gestos que as acompanham são determinantes para que uma mensagem seja poderosa e bem recebida pelo outro.

“É preciso haver congruência no que é dito e o que se faz”.

Como seria conseguir utilizar as palavras certas e a linguagem correta para se alcançar um resultado positivo?

É fundamental se comunicar através de aspectos positivos, pois a nossa mente, para saber em que não pensar, precisa primeiro pensar. Um exemplo claro é a seguinte frase:

– Não pense em uma bola vermelha.

E a linguagem afirmativa:

– Pense em uma bola vermelha.

O que aconteceu quando você leu as duas frases?

Muito provavelmente pensou na bola vermelha nas duas vezes em que leu. Sendo assim, quando queremos obter algum resultado é muito melhor afirmarmos aquilo que efetivamente desejamos, como a afirmação abaixo:

– Em caso de incêndio, use a escada.

É muito comum observarmos em prédios a seguinte informação:

– Em caso de incêndio, não use o elevador.

Em uma situação de estresse e pânico, fica mais difícil pensar no que não fazer primeiro para depois pensar no que precisa ser feito. A linguagem mais rápida e que obtém melhores resultados é a linguagem positiva e afirmativa.

“Diga a você e aos outros aquilo que deve ser feito”.

– Não vai cair na escada. (negativa)

– Cuidado com o degrau, preste atenção na escada. 

– Não quero ser desorganizado. (negativa)

– Quero fazer o melhor e com maior produtividade.

O uso da linguagem negativa provoca o comportamento que se quer evitar. Você provavelmente já teve a experiência de pensar que não poderia esquecer de algo e obter o resultado de esquecer aquilo que deveria lembrar. O foco da comunicação deve estar no objetivo a ser alcançado, posicionando sua linguagem de forma positiva e afirmativa.

As palavras, nunca, mas, evite e outras negativas implícitas, possuem o mesmo efeito que um “não” explícito.

Todos nós conhecemos pessoas que, querendo contribuir, nos dizem “o que não fazer”. E a mensagem passada de forma inconsciente é chamar nossa atenção exatamente para o que não queriam que fizéssemos. Como por exemplo: “não se preocupe”; “não entre em pânico”; “não fique aborrecido”. Usar a linguagem negativa consigo mesmo é algo que a maioria das pessoas faz. “Não vou pensar nesse problema” e, consequentemente, continuamos pensando.

Em vez de dizer o que não queremos, podemos dizer o que queremos. Pense em uma frase negativa que você vem dizendo a si mesmo e experimente transformá-la em afirmativa, agora.

Em vez de dizer “não quero comer doces”, busque dizer, “quero comer comidas saudáveis”. Quando busca se comunicar de forma positiva e afirmativa, a sua mente adiciona filtros mentais positivos preparando você para um resultado maior nos seus objetivos.

Não vou afirmar a você que quando aplicar a Linguagem Positiva em sua vida irá começar a obter os resultados que tanto deseja, pois já sabe agora que o POSITIVO TRANSFORMA e o AFIRMATIVO REALIZA.

Vamos Transformar e Realizar!

___

* FELLIPE SILVESTER
– Graduado em Administração;
– MBA – Gestão Estratégica de Organizações;
– MBA – Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas;
– Personal e Professional Coaching;
– Leader Coach pelo Behavorial Coaching Institute
– Membro da Sociedade Brasileira de Coaching (SBC);
– Practitioner em Programação Neurolinguistica;
– Especialista em Comportamento;
– Especialista em diversos cursos de vendas e PNL (Programação Neurolinguistica);
– Gestor e Consultor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Reinauguração da Zanin Wear será na próxima terça, 21

Por RVisual | Foto: Assessoria A Zanin Wear reinaugura sua loja na próxima terça-feira, 21…