Principal Categorias Matérias Vera Mezzadri Dalla Vecchia

Vera Mezzadri Dalla Vecchia

4 minutos para ler
0
790
Vera Mezzadri Dalla Vecchia

Vera Mezzadri Dalla Vecchia nasceu na Lapa e ainda criança foi morar em um internato para estudar. Criada para ser a dona de casa perfeita, casou-se aos 16 anos e mudou-se para Guarapuava. Dessa relação vieram os seus grandes tesouros, os filhos Kiko, Adriana, Luciana e por consequência os netos Camila, Brunna, Gabriela, Júlia, Luana, Murilo, Luma e Beatriz. Foi pensando em entender e educar seus filhos da melhor maneira possível que ela decidiu estudar Pedagogia, seu primeiro curso superior.

Algum tempo depois, dificuldades financeiras obrigaram Vera a deixar de lado o papel de Rainha do Lar para trabalhar nas empresas da família. “Fui criada para cuidar da casa e isso eu fazia muito bem, porém, não tinha preparo para trabalhar fora de casa.” A necessidade fez com que ela buscasse o conhecimento e assim ingressasse na faculdade de Administração. Quando estava prestes a concluir a segunda graduação aconteceu uma reviravolta em sua vida: o fim do casamento de 26 anos e a responsabilização por uma dívida que não havia contraído. “Fiquei muito deprimida, mas sabia que não podia parar, até porque a Luciana ainda dependia de mim. Aliás, se não fosse por ela, pelo Kiko e pela Adriana não teria conseguido me reerguer”, ressalta. Contrariando os médicos, que se preocupavam com o seu estado de saúde por conta da depressão, Vera terminou o curso de administração e em seguida iniciou uma especialização em Comércio Exterior. Essa experiência a ajudou montar, em parceria com uma sócia, um novo negócio, voltado para importação, o qual durou 5 anos. Com o fim da sociedade surgiu a Dallak Presentes, há 12 anos no mercado.

Já estabelecida, Vera resolveu encarar o desafio de cursar a faculdade de Direito. O dia a dia das aulas e convivência com os colegas, muitos deles com idade para serem seus netos, contribuíram para que ela se apaixonasse pela área. Durante a formatura, que aconteceu no final de fevereiro deste ano, Vera foi homenageada pelos colegas de turma. “Todos se prostraram e me chamaram na entrada no baile. Fiquei emocionada, não imaginava ser tão querida por eles”, conta. Hoje, aos 60 anos, Vera se sente realizada e pronta para novos desafios. “Não importa quantas vezes você caiu, o importante é ter forças para se levantar. Eu passei por muita coisa, mas sei que hoje estou no caminho certo, crendo que foi Deus que me amparou e me encaminhou dessa forma”, declara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…