Principal Categorias Matérias Mercedes Loures de Lacerda

Mercedes Loures de Lacerda

6 minutos para ler
0
799
Mercedes

Os anos apuraram a sabedoria e a experiência adquirida ajudou a transpor todas as barreiras, hoje Dona Mercedinha aos 80 anos esbanja disposição e alegria sendo para nós um exemplo de Vida!

É comum ouvirmos dizer que juventude e velhice estão ligadas muito mais à maneira como se vive do que à idade. E é exatamente essa impressão que temos ao conhecer Mercedes Loures de Lacerda, a Dona Mercedinha, uma senhora de espírito jovem que aos 80 anos esbanja disposição e alegria de viver.

Filha de uma família tradicional em Guarapuava, descendente dos fundadores do município, Mercedinha cresceu entre a cidade e a fazenda, vendo o pai levar o gado desta região para grandes açougues, que ficavam em Curitiba. “Meu pai era um homem muito trabalhador, a vida dele foi dedicada a isso. Tudo o que conseguia economizar ele investia na compra de terras para a criação de gado”, recorda.

Além da intimidade com a terra, outro hábito que Dona Mercedinha cultiva desde a infância é a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e à Nossa Senhora, devoção e amor que herdou de sua bisavó, Laura Rosa França Rocha Loures, que trouxe a primeira imagem de Nossa Senhora de Belém para nossa cidade. Anda criança, ela também começou a se dedicar às atividades da Igreja. Aliás, foi durante uma festa da Padroeira Nossa Senhora de Belém que ela conheceu o esposo, Nelson Faria de Lacerda. O casamento durou quase cinco décadas, e eles tiveram três filhos, dois biológicos e uma adotiva. Seu Nelson faleceu há 15 anos, deixando a Dona Mercedinha, aos filhos e netos uma lição de dedicação ao trabalho e amor às pessoas próximas. “Eu sempre digo que fui muito abençoada por Deus por encontrar um homem tão bom, que trabalhou muito para poder cuidar da nossa família”, afirma.

Em 2003, Mercedinha passou por um grande choque quando a propriedade da família, localizada na região da cidade de Manoel Ribas, foi invadida e parcialmente destruída. Apesardo revés e de toda decepção ao ver o trabalho de toda uma vida ser dizimado, ela escolheu se apegar ainda mais a Deus ao invés de se revoltar. “Quando acontece uma coisa dessas é claro que você fica chateada. Mas acredito que Deus escreve certo por linhas tortas e eu tenho certeza de que ele nunca nos desamparou”, destaca.

Segundo Dona Mercedinha, um dos segredos para estar tão bem nessa etapa da vida é o cuidado com a saúde. Ela frenquenta a academia semanalmente e faz visitas periódicas ao médico. Também fazem parte de sua rotina as atividades no Apostolado da Oração, na Legião de Maria, na equipe litúrgica e como Ministra da Eucaristia, que fortalecem sua fé e a ajudam a manter sua mente bem.

Prestes a se tornar bisavó, Mercedinha entende que os filhos e netos precisam seguir seu próprio caminho. Por isso, ela vive na mesma casa que dividia com o marido Nelson, hoje na companhia da comadre e amiga Maria Angélica. “Estou muito feliz ao chegar aos 80 anos bem de saúde para poder sentir o carinho dos meus filhos, dos meus netos e dos meus amigos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…