Principal Categorias Matérias Guarapuava Mostra Moda

Guarapuava Mostra Moda

9 minutos para ler
0
533
Guarapuava Mostra Moda

A inspiração para o Guarapuava Mostra Moda surgiu após uma viagem para Mallorca, na Espanha. Voltei com a certeza de fazer um evento totalmente guarapuavano, com lojas e expositores da cidade. Com tudo formatado na cabeça precisava definir data, local e equipe. A primeira vez que entrei no Pahy já visualizei a passarela, a disposição de cadeiras e imediatamente tive certeza de que era o lugar ideal, sequer visitei outros locais.

Para a equipe de trabalho busquei pessoas jovens, dispostas, com muito gás e boas ideias. Quando apresentei o projeto a eles, deu para sentir a euforia de cada um. A empolgação foi geral e tive a certeza de que havia escolhido as pessoas certas. Pedi a eles a vestissem a camisa, o pijama e tudo mais que pudessem, porque realmente seria um trabalho árduo, principalmente pelo número de pessoas e detalhes envolvidos no Evento.

Foram dois meses de preparação, reuniões e mais reuniões, e um baque para toda equipe: a pessoa que iria coordenar os desfiles precisou se ausentar do projeto. Naquele momento a única coisa que me veio em mente foi ‘imprevistos acontecem, então vamos lá!’ Apesar de saber que tinha que motivar a todos, senti o peso da responsabilidade nas costas, afinal as empresas apostaram na ideia e esperavam que tudo saísse como o combinado, por isso só tinha uma opção: fazer dar certo. As noites sem dormir serviram para anotar os detalhes que precisavam ser resolvidos e as coisas que teriam que ser mudadas. O que realmente pegou foi o cansaço. Além do evento, tinha decisões para tomar na revista e no programa de televisão, e ainda meus negócios em Irati – outra revista, uma rádio FM e uma loja de móveis – sobravam coisas, faltava tempo.

Com o dia D se aproximando, a pedra no meu sapato era montar o Backstage: camarins, roupas, maquiagens, artistas, dançarinos, bandas, no mesmo local. A tarefa era preparar uma estrutura que acomodasse 140 pessoas que precisariam desde comida e água. Tudo precisava estar organizado para que não se instalasse o caos, pois o planejamento desse setor era essencial para que tudo funcionasse em perfeita sincronia e não prejudicasse o andamento dos desfiles. Convoquei um amigo decorador, Sandro Corelho Pretti, com experiência em grandes eventos como os da Casa Cor São Paulo, para me auxiliar.

Na semana do Evento ‘a bruxa estava solta’. Problemas em cima de problemas e dificilmente chegava uma boa notícia. Algumas pessoas da equipe estavam fragilizadas e um de nossos integrantes foi parar no hospital. As incertezas eram muitas, mas conseguimos driblar os imprevistos e problemas com o orçamento, que já estava estourado. Contudo, me mantive focada, porque acreditava no potencial do Evento e estava mais tranquila em relação às questões do Backstage.

O grande dia havia chegado. Na noite anterior tínhamos dormido pouco, já que fizemos um ensaio geral, um check-list total e acabamos saindo do Pahy de madrugada. A procura intensa de convites no último dia e a organização dos lugares Vips eram uma preocupação. Sem falar dos equipamentos que usaríamos para uma transmissão simultânea do Evento em telões, eram 300 metros de cabos espalhados pelo chão, que poderiam não funcionar, pois os testes estavam sendo feitos naquela tarde. Já estávamos perto das 16 horas e ainda torcíamos para que o equipamento de transmissão funcionasse quando o Gabriel chegou dizendo que precisava de 100 algodões-doces azuis. O e vento começaria dali pouco mais de duas horas e isso acabou me marcando, porque na verdade eu realmente queria que naquele momento a minha única preocupação fossem os algodões-doces. Não sei como e nem com quem, mas ele conseguiu, os algodões-doces apareceram!

Essa vontade, essa iniciativa, foi sem dúvida o grande diferencial da equipe que participou do projeto. Em minha opinião, todos são merecedores do que foi o Guarapuava Mostra Moda. O que me deixou mais feliz, além de tudo ter realmente funcionado como queríamos e trabalhamos para que acontecesse, foi o astral do Evento. A sensação que tive era que todos estavam surpresos, felizes e descontraídos, isso superou muito todas as minhas expectativas.

Estou fortalecida e realizada, pois apesar de dura, a missão foi bem cumprida. Só quem participou sabe o quanto nos esforçamos. É claro que não fomos perfeitos, alguns detalhes precisam ser avaliados e repaginados, mas em um balanço geral, o saldo foi muito positivo e gratificante.

Agradeço a todos que acreditaram, apostaram e torceram para que o Evento fosse um sucesso. Quem sabe a próxima edição do Guarapuava Mostra Moda-Verão 2013 não esteja a caminho?

Idealizar e realizar esse projeto foi um grande desafio e com certeza uma grande conquista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…