Principal Categorias Matérias Pelotão Esperança/PROFESP – Mostrando que um futuro melhor é possível

Pelotão Esperança/PROFESP – Mostrando que um futuro melhor é possível

6 minutos para ler
0
1,055
Pelotão Esperança/PROFESP - Mostrando que um futuro melhor é possível

O Pelotão Esperança/PROFESP (Programa Forças no Esporte) é um exemplo de como o poder público, a iniciativa privada, a comunidade e o voluntariado, juntos, podem contribuir para a transformação da sociedade. Criado em 1998, o projeto funciona no 26º Grupo de Artilharia de Campanha (26º GAC) através de uma parceria entre o Exército Brasileiro, a Secretaria Municipal de Assistência Social, o Rotary Clube Guarapuava-Lagoa e, mais recentemente, com a Revista Visual e a Liga Nacional de Tiro ao Prato. Destinado a meninos de 12 a 14 anos que vivem em situação de risco, o Pelotão iniciou sua primeira turma com 20 adolescentes e hoje atende mais de 100. Nesses 15 anos, cerca de 800 meninos já passaram por ele.

O projeto está inserido no Programa Forças no Esporte (PROFESP), uma iniciativa voluntária desenvolvida pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas e com recursos dos Ministérios do Esporte e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para promover a integração social e a saúde; prevenção à doença, à marginalidade e à violência, por meio de atividades físicas e de lazer.

Os alunos permanecem no Pelotão Esperança/PROFESP por no máximo dois anos, e durante esse período, participam de várias atividades no contraturno escolar que têm como objetivo propiciar-lhes melhores condições de vida, trabalhando a sua autoestima, incentivando-os à adoção de um comportamento disciplinado e incrementando a sua sociabilidade e o companheirismo. Fazem parte do cronograma, aulas de Valores Humanos e Cristãos, Português, Práticas Desportivas, Noções de Saúde e de Asseio Corporal, e Recreação. Há, ainda, prática de cultivo de horta, feita com a ajuda de formandos do Colégio Agrícola Arlindo Ribeiro, e aulas de Informática, realizadas nos laboratórios da Faculdade Guairacá.

Os adolescentes dispõem de Apoio Psicológico, Acompanhamento Escolar e Atendimento Médico – odontológico. Hoje, 15 pessoas, entre Militares do Exército, voluntários, profissionais e estagiários cedidos pela Prefeitura Municipal atuam no projeto. As atividades ocorrem em dois períodos, pela manhã e à tarde. Os adolescentes vêm de diferentes regiões da cidade e recebem vales-transportes doados pela Secretaria Municipal de Assistência Social para chegar ao 26º GAC. No quartel, eles dispõem de duas refeições, lanche e almoço, cujo cardápio, variado e balanceado, é o mesmo servido a todo o efetivo do 26º GAC. Além do trabalho com os adolescentes, são realizadas visitas sociais e reuniões periódicas com as famílias, para que estas também possam contribuir para a formação dos jovens.

O Sargento Antonio Celso Fonseca, coodenador do projeto, acompanhou os primeiros passos do Pelotão Esperança/PROFESP e fala sobre a satisfação do trabalho com os adolescentes. “É um orgulho saber que você está fazendo a diferença na vida desses jovens. Também aprendo muito com eles. Esses tempos encontrei um de nossos ex-alunos que me contou que está trabalhando, pagando a faculdade de Direito e ajudando a avó, fiquei muito feliz”, diz emocionado.

As pessoas e empresas interessadas em colaborar com o projeto, podem entrar em contato diretamente no 26º GAC, com o Sargento Fonseca ou através do email pelotao_esperanca@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…