Principal Categorias Vida Doutora Edni de Andrade Arruda A determinação de uma mulher em prol da sociedade

Doutora Edni de Andrade Arruda A determinação de uma mulher em prol da sociedade

7 minutos para ler
0
1,774
Doutora Edni de Andrade Arruda A determinação de uma mulher em prol da sociedade

“Sempre brinco que sou bisneta do Capitão Virmond, aquele que dá nome à rua”, comenta a doutora Edni de Andrade Arruda, referindo-se a um dos mais importantes personagens da história de Guarapuava. Filha de uma tradicional família da cidade (os Virmond), embora não tenha nascido aqui, doutora Edni se declara uma guarapuavana de alma e coração. Em 2011, seu pioneirismo e sua paixão pelo município foram reconhecidos com o Título de Cidadã Honorária de Guarapuava.

O Direito, área em que trabalha há 45 anos, é uma herança de família. O avô atuou como juiz e posteriormente como desembargador. Já o pai, Edgard Virmond Arruda, foi advogado de renome. A vocação para profissão surgiu naturalmente, ainda na infância, e foi crescendo como passar dos anos, apesar das inúmeras tentativas do pai de dissuadi-la a seguir na carreira. “Meu pai me desestimulou muito, e com a vivência profissional entendi o porquê. O Direito é uma área muito difícil, que exige demais de quem realmente leva a sério”, afirma a advogada.

Aluna de escola pública, na adolescência ela seguiu para o internato no Colégio Cajuru, em Curitiba. Em seguida, cumpriu a única exigência feita pelo pai: entrar para o concorrido curso de Direito da Universidade Federal do Paraná, onde seu Edgard também se formara. Na faculdade, Edni teve o privilégio de ter como professores grandes profissionais, referências na área em todo Brasil. No final dos anos 60 ela era uma das 15 mulheres de uma turma de 80 alunos que concluíram o curso de Direito da UFPR.

Edni de Andrade Arruda foi a primeira advogada de Guarapuava e durante uma década foi a única mulher a exercer a profissão na cidade. Durante 15 anos foi Assessora Jurídica do Município de Guarapuava e exerceu o cargo de Presidente da Ordem dos Advogados Brasil, Subseção de Guarapuava, por dois triênios. Atualmente, ela exerce a função de Conselheira Estadual da OAB Seção do Paraná, por três triênios consecutivos. Além disso, é integrante dos Conselhos Municipais de Guarapuava de Preservação do Patrimônio Cultural, de Cidadania, Ética e Justiça e da Mulher.

A ética e a dedicação que sempre pautaram sua atuação fizeram com que ela fosse reconhecida por sua classe e pela sociedade em geral. Doutora Edni já recebeu os Prêmios Troféu Mulher (1991), oferecido pela Associação das Mulheres de Negócios e Profissionais de Guarapuava, Área Humanística (2004), do Conselho da Mulher Executiva da ACIG, Direitos Humanos (2006), concedido pelo Clube Soroptimista de Guarapuava, Mulher Cidadã (2007), iniciativa da Câmara Municipal de Guarapuava e Personalidades do Ano (2007), realizado pelo Rotary Clube. A advogada ainda foi homenageada por mais de uma ocasião pela OAB Seção Paraná. É também membro benemérito da Academia Guarapuavana de Letras, Artes e Ciências (ALAC).

Entre os principais passatempos da doutora Edni estão as viagens, através das quais ela já conheceu grande parte do mundo, a música, a poesia e a literatura. Seu desejo é um dia publicar um livro. Ela nutre uma admiração singular pela mãe, Leoni de Andrade Arruda, uma verdadeira matriarca, agregadora da família.

Ao falar das suas mais de quatro décadas como advogada, Edni de Andrade Arruda não esconde o prazer de ter utilizado o Direito para ajudar na solução de muitos conflitos, principalmente a serviço das pessoas carentes, em especial mulheres e crianças. Sobre o fato de ser um exemplo para os profissionais da área, ela diz sentir orgulho em ter construído laços de respeito e amizade com os colegas de profissão. “Não acredito em conhecimento egoísta, mesmo porque sou uma permanente aprendiz, gosto de compartilhar com os colegas as experiências sofridas, as angústias e os anseios de toda uma classe. Não se pode esquecer nunca que a advocacia é uma bela e áspera profissão”, salienta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…