Principal Categorias Matérias Rede Sul de Notícias uma relação de compromisso com o leitor

Rede Sul de Notícias uma relação de compromisso com o leitor

11 minutos para ler
0
1,514
Rede Sul de Notícias uma relação de compromisso com o leitor

Com mais de 30 anos de experiência no jornalismo, Cristina Esteche já foi Secretária de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Guarapuava, da Câmara Municipal de Vereadores, entre outras instituições e entidades, e durante décadas atuou em jornais impressos da cidade, muitos dos quais além de repórter foi proprietária. A iniciativa de investir em um tipo de veículo de comunicação quase desconhecido no início dos anos 2000 surgiu da necessidade que a jornalista tinha de se dedicar a algo que fosse inovador. “Fui desafiada pelo ex-prefeito Vitor Hugo Burko a montar a Rede Sul de Notícias, e ela nasceu praticamente junto com a vinda da internet para Guarapuava”, lembra.

Ao dar início ao projeto, Cristina não sabia ao certo por onde começar, devido à dificuldade de encontrar informações sobre a Internet na época. Para isso, ela contou com a ajuda de seu irmão Fernando, também jornalista, responsável pelo nome e pela primeira formatação do site. Depois, contou com o profissionalismo da Seletiva Internet, empresa da qual é parceria até hoje.

No começo de suas atividades, o público que acompanhava as notícias da Rede Sul se restringia aos formadores de opinião, pois era quem tinha acesso à internet. Nesse período as lanhouses que se espalharam por vários cantos da cidade, contribuíram para que o site atingisse um público heterogêneo. Em seus 12 primeiros anos de existência, a RSN conseguiu atingir as metas que foram planejadas para 15 anos de atuação. O principal trunfo do veículo é o imediatismo com que os fatos são tratados, onde as coberturas são feitas em tempo real. “A Internet e os avanços da tecnologia permitem que postemos informações do local onde estão acontecendo os fatos. É o imediatismo da notícia online. A internet não tem fronteiras. É possível que a notícia da RSN chegue ao outro lado do mundo no mesmo instante que foi publicada. Outro fato que dá força é o aumento da penetração da notícia através do efeito viral, ou seja, das réplicas em outros veículos e blogs. Hoje pautamos a imprensa de Guarapuava e da região e ainda cedemos material para a grande imprensa nacional, conforme a importância do fato”, destaca Cristina Esteche. “Com a popularização dos tablets, iphones e celulares que dão acesso à Internet amplifica ainda mais o número de pessoas que leem notícias online. A RSN também está nas mãos do leitor no escritório, no avião, no ônibus, a caminho do trabalho, já que muitos aproveitam o percurso para chegarem informados, seja quem for”.

Outro diferencial que fez com que a RSN conquistasse seu espaço no setor de comunicação em Guarapuava e região é a relação direta estabelecida com o público. Hoje, 70% das pautas cobertas pelos repórteres do veículo são indicadas pelos leitores. As sugestões chegam de diversas formas como email, contato telefônico, via redes sociais, e também de maneiras inusitadas. “Já recebemos pauta através carta deixada por debaixo da porta”, comenta. A equipe da RSN tem a preocupação de pesquisar, ir em busca das fontes e retornar os contatos feitos pelo público. “Nosso público é o nosso senhor, seja quem for, esteja onde estiver. Por isso o provocamos a ser parte da Rede Sul”, afirma Cristina.

Atualmente, o time Rede Sul de Notícias é formado por cinco jornalistas, seis colaboradores e dos mais milhares de parceiros espalhados por Guarapuava e região. Para Cristina Esteche, o bom relacionamento entre a equipe é fundamental para o sucesso do trabalho. “Não me comporto como chefe e sim como colega. Aqui na redação temos muita liberdade, decidimos as coisas em conjunto e ajudamos uns aos outros.” Cristina ainda reforça que a valorização do texto de cada jornalista faz com que eles fiquem confiantes e que exista uma competição saudável entre os profissionais.

A Rede Sul além dos limites de Guarapuava

Além de Guarapuava, a RSN cobre cidades como Irati, Prudentópolis e boa parte dos municípios da Cantuquiriguaçu e Amocentro. Recentemente, o veículo fechou uma parceria com o Grupo Selesk de Comunicação, responsável por sete emissoras de rádio da região sudoeste do Paraná, que permitiu sua entrada em cidades importantes como Francisco Beltrão e Pato Branco, inicialmente.

Todos os meses os índices de visualizações do site aumentam, e as notícias produzidas aqui já foram lidas por pessoas em 1.120 municípios do Brasil em fevereiro e outros 92 países. Só em fevereiro, mês atípico por conta das férias, 236 mil pessoas leram o site gerando cerca de 5 milhões de páginas visualizadas.

A RSN ainda está presente nas Rede Sociais. No Twitter são mais de 1,5 mil seguidores e mais de 43 mil usuários do Facebook curtem sua página. O portal está em processo de renovação do layout com a participação de Paulo Esteche, jornalista e irmão de Cristina.

Nos últimos anos Cristina Esteche tem investido em outros produtos ligados à RSN. Em 2013, a Rede Sul de Notícias em Revista, que surgiu em comemoração ao aniversário de Guarapuava com edições lançadas quatro vezes por ano. Também foi lançado o livro Guarapuava, Aqui Neva como na Europa, um registro fotográfico da neve que encantou os guarapuavanos em julho do ano passado. Cristina não revela quais são, mas garante que virão mais novidades por aí.

“Guarapuava cresce e é preciso acompanhar o novo ciclo. Como o espírito empreendedor é muito latente em mim e sou motivada pela equipe e por parceiros, sempre busco algo novo, que agregue valor à RSN. Costumamos dizer que temos a cara da notícia, que somos apaixonados pelo cotidiano em todas as dimensões. E é assim que escrevemos e fazemos parte da história”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…