Principal Categorias Arte & Cultura Made in Brazil. Bailarino Guarapuavano conquista carreira de sucesso na Europa

Made in Brazil. Bailarino Guarapuavano conquista carreira de sucesso na Europa

6 minutos para ler
0
781
Made in Brazil. Bailarino Guarapuavano conquista carreira de sucesso na Europa

Como muitos outros jovens de Guarapuava,Marcos de Lima deu seus primeiros passos no mundo da dança na escola em que estudava, o Colégio Liane Marta da Costa, e nos grupos Anima e Alma Serrana (dois grupos folclóricos bastante conhecidos na cidade). O que era apenas um hobby tornou-se profissão quando, aos 17 anos, ele foi aprovado para a Escola de Dança do Teatro Guaíra e para a Faculdade de Artes do Paraná, ambos em Curitiba. “Antes disso eu tinha estudado por pouco tempo na Academia Romani, aqui em Guarapuava, onde me preparei para os testes”, comenta Marcos.

Por dois anos, a capital paranaense foi sua casa, até que o bailarino passou por um difícil teste realizado pela Escola do Ballet Bolshoi no Brasil (que fica em Joinvile – SC) e foi um dos escolhidos. Diferente de outras provas feitas pelo Bolshoi, a audição pela qual Marcos foi submetido exigia um alto nível técnico dos candidatos, já que eles foram selecionados para entrar nos últimos anos do curso de formação da Escola.

Um mês antes de concluir seus estudos no Bolshoi, Marcos já tinha emprego garantido: durante uma turnê do Ballet Nacional da Polônia Mazowsze pelo Brasil, ele participou de uma audição interna e foi aprovado. Sua transferência para o país europeu aconteceu em janeiro de 2009. Marcos atuou pela companhia por dois anos e meio e, apesar da distância da família, não teve grandes dificuldades para fazer amizades e adaptar-se aos costumes e rotina locais. “Não consigo vir muito ao Brasil, fazia mais de dois anos que eu não vinha, mas sempre mato a saudade da minha família pelo telefone e pelas redes sociais”, revela.

Trabalhando na Europa, Marcos teve a oportunidade de apresentar-se em vários países como França, Israel, Croácia, Montenegro, Bósnia, Marrocos, Canadá e Estados Unidos. Atualmente, o guarapuavano reside na cidade polonesa de Lodz. Na cidade, ele trabalhou durante dois anos em uma companhia de ballet clássico, o Grande Teatro de Lodz, e hoje atua em uma companhia de musicais, o Teatro Musical de Lodz. O bailarino explica que lá os contratos são por temporadas, e que assim como acontece com o futebol no Brasil, ir ao teatro é algo que faz parte do dia a dia da população. “É um emprego normal. Ficamos no teatro oito horas por dia, seis ou sete dias por semana, pois geralmente temos espetáculos nos finais de semana. São raras as folgas. Na nossa rotina temos aulas de ballet clássico como aquecimento e depois ensaios, conforme os espetáculos que estão em cartaz”, afirma Marcos, que é o único latino-americano na companhia. Além do teatro, o bailarino também exerce a função de professor, dando todos os dias aulas de danças de salão brasileiras.

Um fato marcante na carreira de Marcos foi sua participação na sexta temporada da versão polonesa do programa You Can Dance. No reality show, criado nos Estados Unidos e exibido em outros 12 países, uma banca de três jurados escolhe, por meio de audições, bailarinos que, posteriormente, passarão por workshops onde terão que dominar diversos estilos de dança. Ele ficou entre os 36 finalistas do programa. “Com os episódios passando na Tv as pessoas me abordavam na rua, diziam que estavam torcendo por mim. Foi uma experiência única”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…