Principal Categorias Matérias Caminhar na natureza para descobrir singelezas de Guarapuava

Caminhar na natureza para descobrir singelezas de Guarapuava

5 minutos para ler
0
502
Caminhar na natureza para descobrir singelezas de Guarapuava

Casas coloridas com jardins oridos; quedas d’água solitárias entre árvores idosas; cemitérios esquecidos;
igrejinhas com arquiteturas nostálgicas bem preservadas. São tantas cenas simpáticas pelo caminho…

Há algum tempo a tendência para quem busca uma vida equilibrada tem sido se lançar na natureza. As caminhadas, bem organizadas, contemplam percursos de em média 10 km que passam por estradas rurais, trilhas, propriedades e pontos turísticos. Este ano, eu participei dos dois circuitos realizados em Guarapuava: Salto São Francisco, em 22 de junho; e Vale do Jordão, em 23 de novembro.

O grande poeta Mário Quintana foi quem escreveu que “esses burrinhos pensativos que a gente encontra às vezes na estrada dispensam a gente de pensar”. Isso faz muito sentido quando encontramos vaquinhas e cavalos tranquilos perto das cercas de arame farpado.

Mas não para por aí: casas coloridas com jardins floridos; quedas d’água solitárias entre árvores idosas; cemitérios esquecidos; igrejinhas com arquiteturas nostálgicas bem preservadas… São tantas cenas singelas pelo caminho que eu poderia enumerar em uma longa lista. O mais legal é que as imagens ficam guardadas e constituem uma memória afetiva pelo interior da cidade.

Não bastasse tudo isso, a caminhada em meio ao verde faz bem para a saúde e para as amizades, visto que os grupos têm bastante tempo para conversar enquanto andam e admiram as paisagens. Com a obtenção dos carimbos exigidos pelos organizadores, ao final do percurso o caminhante recebe uma marcação na carteirinha internacional da Caminhada na Natureza, o que torna o êxito na trajetória um desafio a mais. Assim, o verbo “desistir” sequer entra em cogitação (apenas em algumas subidas, rs).

Participação

As caminhadas em Guarapuava estão registrando sucesso de público. Na edição promovida no distrito Guairacá, por exemplo, foram cerca de 500 pessoas. No circuito mais recente, o Jordão recebeu mais de mil visitantes, em virtude da proximidade do bairro e do calor primaveril. As inscrições são gratuitas, mas dá para investir no café da manhã reforçado e no almoço rural, além de comprar quitutes que são comercializados pelos moradores em uma feirinha.

Os eventos são realizados através de parcerias entre as associações de produtores rurais das localidades escolhidas, secretarias da administração municipal, Anda Brasil, Emater, Sesc, universidade e outras diversas entidades, empresas e patrocinadores.

Do participante é esperada uma dose extra de disposição – não só para concluir os quilômetros propostos, mas também para levantar bem cedo num domingão. É interessante trajar roupas confortáveis, tênis e levar uma garrafinha de água, boné, protetor solar e repelente.

Dizem por aí que quem começa a explorar a natureza se apaixona pelo cheiro do mato e se torna um caminhante assíduo. Com base no meu exemplo e no de algumas pessoas que eu conheço, penso que se trata de uma teoria verdadeira. Que tal se animar para as próximas edições? Ah, o Sesc também organiza caravanas para as caminhadas de outras cidades da região! O telefone para informações é o (42) 3623- 4263.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…