Principal Categorias Eventos Sociedade Musical União Josefense se apresenta no Sonora Brasil

Sociedade Musical União Josefense se apresenta no Sonora Brasil

4 minutos para ler
0
630

Por RVisual com Assessoria | Foto: Danilo Barretto/Divulgação

Na próxima sexta-feira, dia 6, o Sesc Guarapuava recebe a Sociedade Musical Josefense dentro da programação do Sonora Brasil. A apresentação está marcada para as 20h, na unidade do Sesc (Rua Comendador Norberto, 121). A entrada é gratuita.

Fundada em 1876, a partir da fusão de três antigas bandas, a União Josefense é uma das mais antigas do Estado de Santa Catarina e está sediada na cidade de São José, na Grande Florianópolis. Formada por 28 músicos, desenvolve repertório variado, transitando por arranjos e adaptações de música popular e erudita, mas também domina repertórios tradicionais que envolvem marchas, hinos, dobrados e músicas ligadas a festividades religiosas.

Como tantas outras instituições musicais similares espalhadas pelo país, a União Josefense, organizada juridicamente como Associação Privada sem fins lucrativos, mantém-se através de doações e outras formas pontuais de captação de verba. Mantém uma escola de música que oferece aulas gratuitas de instrumentos de sopro e percussão a jovens maiores de 12 anos, atividade que tem como objetivos contribuir para a formação educacional dos alunos e, principalmente, garantir a longevidade do grupo através da renovação de seu quadro de músicos.

Em março de 2016, a instituição recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial de São José. No contexto do projeto Sonora Brasil, seu papel é o de apresentar repertório composto originalmente para bandas de música com especial atenção aos dobrados e marchas religiosas, também cabendo ao grupo ilustrar a fase de transição na história das bandas quando se tornou habitual a inclusão de gêneros populares dançantes, típicos do ambiente das gafieiras.

O grupo é formado por Fábio Agostini Mello (flauta, flautim, saxofone soprano e tenor), Ney Platt (flauta, saxofone alto e tenor), Braion Johnny Zabel ( clarinete, sax alto), Rui Gilvano Da Silva (clarinete), Jean Carlos da Silva Rodrigues (trompete), Orlando José Steil (trompete), Carlos Felipe Andrade Schmidt (bombardino e trombone), João Geraldo Salvador Filho (tuba), Artur José Fernandes (trombone), Jean Leiria (percussão) e Cristiano Canabarro Forte (percussão) sob a condução do regente Jean Gonçalves (clarinete e regência).

Outras informações: (42) 3308-2672.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Coisas para fazer em Guarapuava

Fevereiro mal começou e ao contrário de janeiro, está voando! Apesar da semana ter sido rá…